Gabriela Song e a sua rotina de cuidados faciais à coreana
Belezinha

Gabriela Song e a sua rotina de cuidados faciais à coreana

por Vânia Goy

Designer de moda, Gabriela Song, nasceu no Brasil, mas tem alma sul-coreana e cultiva as tradições da família de um jeito muito bonito e inspirador. Entender as suas raízes transformou também a forma como ela cuida da pele. Curiosa, virou expert em buscar marcas e fórmulas coreanas cheias de inovação e experimentar combinações que resultaram na rotina ideal para o seu tipo de pele. Por aqui, ela bota em prática um pouco da complexa rotina de cuidados faciais made in korea (que pode envolver até 15 passos e muitas camadas de produtos!). Acompanhe!

Herança
“A minha família é coreana e foi a minha avó que desembarcou no Brasil trazendo seus filhos. Me lembro, ainda criança, de vê-la sentada no chão, em frente à penteadeira coreana que trouxe pra cá, passando cremes. Ela tinha uma rotina corrida e eu achava esse momento gostoso de olhar. A minha mãe também é super cuidadosa, sabe de todas as novidades para a pele e desde cedo introduziu esse universo na minha vida. Antes mesmo de consultar um dermatologista, ainda adolescente, minha mãe já comprava algumas fórmulas mais simples da japonesa Shiseido para eu usar. Eu adorava brincar, imitando o que ela fazia.

Foi na escola, adolescente, que passei a  consumir mais informação sobre skincare e sobre a paixão das coreanas pelo assunto. Primeiro porque comecei a investigar as raízes da minha família e também porque sentia que o estilo de maquiagem que estava na moda aqui no Brasil não fazia o meu tipo: eu não queria ficar bronzeada, com olhos muito marcados e não sabia muito bem o que fazer. Até que fiz uma viagem para a Coréia, comecei a prestar atenção nos produtos criados por lá, experimentar e sentir que fazia total sentido para mim e para a minha pele, que se adaptou as fórmulas e passos asiáticos muito bem.”

K-Beauty
“A rotina complexa de cuidados com a pele descrita pelas coreanas não é uma tendência ou necessariamente um conjunto de regras e passos que só funcionam com produtos made in Korea. Acredito em três principais pilares: limpeza da pele, hidratação e proteção — e aqui não penso só no sol, mas na poluição também! Essa cultura é muito sobre conhecer a sua pele, entender as necessidades momentâneas dela, gastar um tempo nos detalhes com consistência e disciplina — mesmo que o dia a dia não envolva 10 passos diferentes.”

De manhã
“O processo do dia é relativamente mais simples:

1. Lavo o rosto no banho com um sabonete facial de ph neutro, como o Low Ph Good Morning Gel Cleanser, da coreana Cosrx. Como faço camadas de produtos à noite, geralmente acordo me sentindo oleosa;

2. Borrifo o spray facial da americana Biossance para deixar a pele macia;

3. Aplico duas camadas do Cell Essence L’Amour Éclatant, também da Hera, que prepara a pele para os tratamentos seguintes e mantém a superfície úmida e brilhante;

4. Aplico a Aquabolic Refreshing Water, da coreana Hera, como um tônico. Ela é diferente por ser mais hidratante e menos alcoólica.

5. Hidrato o rosto com o sérum Truth, da dinamarquesa Ole Henriksen, que também ilumina e trata linhas finas;

6. Hidrato os olhos com o Eye Serum da Hera, que vem em uma embalagem roll-on, para massagear a região;

7. Finalizo com camadas generosas de FPS 50. Uso o Sun Mate Protector, da Hera;

Uso pouca maquiagem no dia a dia: corretivo em volta do nariz e regiões avermelhadas, blush cremoso, lip tint e um lápis para deixar as sobrancelhas mais expressivas. Se sinto que estou brilhante demais passo um toque de pó translúcido.”

À noite
“Agora a rotina fica um pouco mais sofisticada:

1. Se estou com maquiagem nos olhos, começo retirando tudo com o demaquilante Pure, da Hera. O gestual é muito importante na tradição coreana: nunca fricciono ou esfrego a pele. Faço uma compressa e massageio até que os resíduos saiam delicadamente. Não gosto de nada que pareça agredir o rosto!

2. Em seguida, massageio o rosto duas vezes com Cleasing Oil Pure, da japonesa Tatcha;

3. Só então lavo o rosto, mais duas vezes, com a espuma The Clean Truth Foaming Cleanser, da Ole Henriksen, com a ajuda de uma esponja natural da Aloma Atelier

5. Faço uma esfoliação leve com os pads Gauze Peeling Lemon, da coreana Neogen Lab. De novo, sem força ou fricção. A textura dos algodões, já embebidos na fórmula, são suficientes!

6. Aplico o adstringente Witch Hazel, da da Thayer’s. Essa é uma marca americana de produtos naturais. Sinto que é um pouco mais alcoólico, me dá uma sensação maior de limpeza e tem cheiro de rosas!

7. Tonifico o rosto com um algodão embebido na fórmula One Step Moisture Up Pad, Cosrx;

8. Aplico três camadas do Aquabolic Refreshing Water, da Hera, esperando que elas sejam absorvidas.

9. Repito o mesmo processo três vezes com o Cell Essence L’Amour Éclatant, da Hera. Acabo regulando a quantidade de camadas de acordo com as minhas necessidades do momento: se o tempo está mais seco e preciso de mais hidratação, por exemplo. Na Coréia, as mulheres chegam a sobrepor entre 7 e 13 camadas de produtos fluidos como este!

10. Hidrato o rosto com o  sérum Green Tea Seed, da Innisfree;

11. Uso o Night Repair Eye Cream, da Innisfree, em volta dos olhos e no bigode chinês.

12. Aplico com creme específico na região do pescoço: estou usando o Protini, da Drunk Elephant;

13. Hidrato os lábios com a máscara noturna da Laneige, outra marca coreana. Ela tem um cheirinho ótimo e é tão potente que acordo com ela no dia seguinte!

14. Uma vez por semana faço uma máscara facial mais hidratante, das chamadas sheet masks. E deixo que ela seja o último passo de cuidado, “selando” as camadas anteriores. As minhas favoritas são da coreana Su:M37° .


Lista de compras
No top 3 de Gabriela Song estão as marcas Hera, Su:M37°, Innisfree. Elas não estão disponíveis no Brasil, mas já fica mais fácil de encontrar nas lojas americanas da Sephora, que conta com corners inteiramente dedicados a K-Beauty! Vale pesquisar também no Soko Glam, site americano especializado em produtos de beleza coreanos!

Posts Relacionados