News da semana: procura por skincare cresce mais e mais no Brasil
Futuro

News da semana: procura por skincare cresce mais e mais no Brasil

por Manuela Aquino


Procura por skincare cresce mais e mais

Skincare, autocuidado, bem-estar. As três palavras favoritas do mercado de beleza nos últimos anos ganharam ainda mais força com a pandemia. Um levantamento divulgado pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) mostra que à venda de produtos como máscaras faciais e antissinais cresceram de maneira expressiva nos cinco primeiros meses do ano. As máscaras tiveram um aumento de 27,2% em relação ao mesmo período do ano passado e cosméticos antissinais, 13,4%. Interessante notar que, além da compra online, a alta aconteceu também nas farmácias, com trânsito liberado desde o início da quarentena. Segundo a Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), o movimento foi de R$ 27,45 bilhões no primeiro semestre de 2020, um aumento de 7,74%. Já a pesquisa da agência Corebiz, especializada em ominichanel, entre março e junho, as vendas de cosméticos pela internet registraram aumento de 68%, com um super destaque para produtos de pele – aumento de 128% nas vendas.

Sephora nomeia ex-Starbucks como CEO
A partir de 14 de setembro, quem assume a cadeira de CEO da Sephora é o executivo Martin Brok, ex-Starbucks. Na gigante do café ele tinha o cargo de Presidente para a Europa, Oriente Médio e África. Martin já passou pela Nike, Burguer King e Coca-Cola Company. O anúncio foi feito esta semana pela LVMH, que também divulgou que Chris de la Puente, que ocupava o cargo, se torna um membro do comitê executivo do conglomerado. Sob o comando de Chris, a Sephora teve suas vendas triplicadas.

Ex-executivas da L’Oréal lançam linha para mulheres muçulmanas 
Shade M Beauty, com sede em Dubai, foi idealizada por duas mulheres que trabalharam em grandes marcas de beleza, como YSL Beauty e Giorgio Armani Beauty, do grupo L’Oréal. Jolie Nubani e Nour Kalife se juntaram para criar uma marca específica para mulheres muçulmanas. A certificação halal faz parte de um mercado de bilhões (deve chegar a US$ 90 bi em 2023) e passa pelo modo de produção, comercialização e armazenamento específicos para consumidores muçulmanos. Uma das especificidades, por exemplo, é não ter álcool na fórmula pois é algo proibido na religião. Este ano, elas assinam uma linha de 15 batons que são, além de halal, clean e veganos. 

Boas práticas
O Congresso da Colômbia aprovou um projeto de lei que proíbe testes de produtos cosméticos em animais. As empresas terão até 2024 para se adaptar e quem desobedecer levará multas pesadas. A Sephora se comprometeu não vender mais cílios postiços feitos de pele de vison nem de qualquer outro bicho, somente com fios sintéticos. A decisão veio depois de uma campanha do PETA e do recebimento de mais de 28 mil emails com críticas dos consumidores. Aqui no Brasil, temos também uma mudança bem legal, desta vez em produtos da Australian Gold. A partir deste mês, a marca apresenta uma nova linha de protetores  corporais e faciais com selo Seguro para Corais — 100% de seu portooleio é livre de oxibenzona e octinoxato em suas composições, componentes diretamente ligados ao embranquecimento e morte de corais no mundo.

Pat McGrath lança batom com a Supreme
A marca de streetwear se uniu com uma das maquiadoras mais conceituadas maquiadoras do mundo para o lançamento do batom vermelho Matte Trance Essa é a primeira vez que a Supreme investe em beleza nos seus 26 anos de vida. O link street-wear e beleza já foi feito por outras marcas, como a M.A.C que lá em 2005 fez uma coleção com a Bape. Ano passado, tanto a Estée Lauder quanto a Malin + Goetz fizeram colaborações com a Kith. Lançada em 2016, a Pat McGrath Labs (que entrega para o Brasil!) está avaliada em um bilhão de dólares. 

Posts Relacionados