Estée Lauder investe mais de um bilhão de dólares na Deciem e encerra atividades da Becca no mundo todo :(
Futuro

Estée Lauder investe mais de um bilhão de dólares na Deciem e encerra atividades da Becca no mundo todo :(

por Manuela Aquino

Estée Lauder resolve encerrar as atividades da australiana Becca
Nesta semana, a companhia de beleza esteve em duas notícias opostas. Na primeira, a empresa aumentou, com um investimento de um bilhão de dólares, sua participação na canadense Deciem. Vai de 29% para 76%. A Deciem tem seis marcas de beleza, entre elas a The Ordinary. O investimento inicial da Estée Lauder na companhia foi em 2017 e na gestão o resultado foi só crescimento. Mas para a tristeza de dez entre dez maquiadores e fãs de iluminador, a Becca vai fechar as portas depois de vinte anos de atividade. O anúncio divulgado nas redes sociais e no site da marca, a decisão foi tomada devido ao impacto da pandemia nas vendas: “A pandemia global teve um impacto em todos ao redor do mundo em muitos níveis. Também teve um impacto tremendo em muitas empresas. Na Becca, um acúmulo de desafios, juntamente com o impacto global do COVID-19, infelizmente foi mais do que nosso negócio pode suportar, e tivemos que tomar a decisão dolorosa de fechar a marca Becca no final de setembro de 2021”. Para quem analisa o mercado de beleza, um dos motivos dessa movimentação é que a companhia está seguindo o momento, quando temos um crescimento de produtos de higiene e skincare e queda em outros cosméticos, como batom. 

Chanel lança seu primeiro aplicativo de make
Batizado de Lipscanner, ele permite ao usuário, através de inteligência artificial, encontrar o produto para os lábios entre 400 opções da marca. Como o nome diz, ele funciona como um scanner. Se curtir o batom que uma influencer está usando ou que viu em um editorial de revista, basta escanear que o aplicativo acha o mais próximo daquela tonalidade no portfólio da Chanel. Depois que a cor é reconhecida, um recurso chamado Virtual Try On permite o teste. O aplicativo pode ser baixado na Apple Store em 20 países, como França e Estados Unidos, mas aqui ainda não. 

C-List: a plataforma de beleza para pessoas com câncer
A maquiadora Lisa Potter-Dixon e a ativista Helen Addis criaram uma rede para ajudar pessoas em tratamento contra o câncer a encontrar produtos que não fazem mal a quem está nesta condição. “Quando fui diagnosticada com um câncer de mama agressivo, os médicos falaram para eu repensar o que levava na minha nécessaire de make e nos produtos que eu usava”, disse Helen em entrevista para o site Stylist. Nele é possível achar produtos com aval de dermatologistas e outros especialistas e que são, por exemplo, mais suaves para a pele. Há produtos para cabelo e unhas, até fragrâncias para a casa. O site também traz dicas de saúde e tutoriais de maquiagem, além de um espaço para troca de experiências entre os usuários.

Mercado de cílios postiços gigante em 2024
Nos Estados Unidos, a venda tende a crescer cada vez mais e, em quatro anos, chegar ao valor de 1,8 bilhões de dólares, segundo dados são da Market Research Future. Um dos motivos do crescimento é a tendência de cílios gigantes, puxada principalmente por influenciadoras e com a facilidade de olhar, gostar e procurar em algum e-commerce para copiar. Além disso, as fabricantes norte-americanas estão cada vez mais especializadas. A Love Seen, por exemplo, lançou novos cílios postiços com divisão para idade, formato de olho e tipos de look, até um produto específico de uso diário. Lá, além dela, as principais marcas são nomes que conhecemos como KISS, L’Oréal, M.A.C e Huda Beauty. 

Posts Relacionados