Notícias da semana: grupo O Boticário decide não usar o termo black friday
Futuro

Notícias da semana: grupo O Boticário decide não usar o termo black friday

por Manuela Aquino


Lancôme compra propriedade em Grasse e anuncia a volta de um clássico
A marca de luxo do Grupo L’Oréal anunciou a aquisição de uma propriedade de quatro mil hectares em Domaine de la Rose, região onde são cultivadas rosas centifolia. As flores, de plantação orgânica, têm diversas propriedades para a pele além de ser fonte para desenvolvimento de fragrâncias. A ideia da marca, que tem a rosa como seu emblema, é usar todas as partes da roseira, da raiz às pétalas, para desenvolver novos ativos com desperdício zero. Além da rosa, emblema de Lancôme, outras flores são utilizadas em produtos pilares da marca. Além da rosa, a marca vai investir em outras espécies típicas da região como jasmim, lavanda, laranja amarga e verbena. A propriedade foi batizada de Domaine de la Rose by Lancôme. A marca também anunciou a volta de um clássico dos anos 2000, o Juicy Tubes, em três diferentes texturas (sparkly, jelly e cremoso) e nove cores com preço sugerido de R$ 139.

Grupo Boticário não usará mais o termo Black Friday
Parao grupo que reúne marcas como Vult, Eudora Quem Disse Berenice? a semana de descontos terá outro nome. Em um texto chamado “O nosso adeus ao termo black friday”, o CEO Artur Grynbaum conta que o movimento ganhou força internamente com conversas das equipes. “Então, respeitando os movimentos que sentem desconforto com o termo, decidimos parar de refletir e começar a agir – não teremos mais o termo Black Friday no Grupo Boticário. Precisamos de algo maior e essa transformação deve começar por nós.” O grupo vai chamar o momento de descontos de Beauty Week e também divulgou sua união ao Instituto de Identidades do Brasil (ID_BR) para apresentar o Prêmio “Sim à Igualdade Racial”, que reconhece e mapeia iniciativas e pessoas que lutam pela desigualdade racial.

L’Occitane en Provence cria mural sensorial para cegos
A marca, juntamente como a Fundação Dorina Nowill para Cegos, criou um projeto que une arte e solidariedade: um mural sensorial dentro da fundação inspirado no balm multiuso Le Petit Baume. A obra, criada pelas artistas Fernanda Alves Sunega, Vanusa Passos e Danielle Pellizzer traz um jardim cheio de texturas diferentes com destaque para a lavanda. Além da experiência, a marca comanda uma campanha de doação de R$ 5 para a fundação para cada creme de mão de 30 ml vendido de 8 a 24 deste mês. A ação faz parte de um compromisso já firmado pela Fundação L’Occitane de prevenir a cegueira evitável e oferecer tratamentos oftalmológicos.

Weleda implanta programa de descarte de embalagens em suas farmácias
O Decreto Presidencial nº 10.388, publicado em junho deste ano, regulamentou o sistema de logística reversa e colocou para a partir do ano que vem a responsabilidade das empresas pelo descarte de medicamentos de maneira correta. A Weleda decidiu, por ter em seu modelo de negócios a questão da sustentabilidade, se antecipar e instalou na sua farmácia de Santo Amaro, localizada em São Paulo, uma estação de coleta de embalagens e medicamentos, não só Weleda como de qualquer marca. A ideia é expandir para demais franquias e outros comércios que vendem a marca de medicamentos naturais.

Programa de incubação da Sephora 2021 terá foco em empresas fundadas por negros
Depois de ter se comprometido a dedicar 15% de seu espaço nas prateleiras nas prateleiras para marcas de beleza de propriedade de negros, a Sephora anunciou mais uma medida inclusiva. A varejista de beleza vai fazer uma versão do programa de incubação Sephora Accelerate somente com empresas de maquiagem, perfume, skincare, cabelo, bem-estar e/ou acessórios cujos fundadores sejam negros. O programa foi criado em 2015 para incentivar negócios comandados por mulheres.


Posts Relacionados