Notícias da semana: o que foi mais buscado em beleza no Google em 2020?
Futuro

Notícias da semana: o que foi mais buscado em beleza no Google em 2020?

por Manuela Aquino

Em entrevista com diretor de operações prevê boas notícias para 2021
Sérgio Sampaio, do Grupo O Boticário, disse em entrevista ao site Brazil Beauty News que 2021 será melhor do que se imaginava, apesar do cenário em que vivemos. Para ele, isso se deve ao fato de que logo no começo da pandemia o consumidor foi atrás de itens de higiene e depois, com o passar dos meses em isolamento, começou a investir em itens de autocuidado, bem-estar, assim como de cabelo. Ainda de acordo com a reportagem a produção de julho, agosto e setembro subiu 8,98% em relação ao primeiro trimestre, antes da quarentena. Itens de cuidados pessoais, puxado principalmente pela venda de cremes, sabonetes líquidos e xampus, aumentou 14,5%.

O que foi mais buscado em beleza no Google este ano
Cuidados com a pele e cortes de cabelo para fazer em casa dominaram as pesquisas de beleza mais populares de 2020. Foi o que revelou Year in Search, relatório anual do Google que mostra os itens que tiveram os maiores picos de tráfego por tempo. Com os dados é possível saber o que mais interessou o mundo todo diante do computador ou do celular. O levantamento mostrou que “Qual a melhor linha de skincare?”, “Quais são os melhores produtos e skincare?” e “Como montar uma rotina de skincare?” estiveram no topo das dúvidas sobre cuidado com a pele. Dúvidas sobre os efeitos da vitamina C, ácido hialurônico e retinol foram as mais perguntadas na linha “Qual o efeito?”. No grupo de perguntas “Como fazer em casa?” alguns dos mais pesquisados foram “Como cortar  cabelo?”, “Como enrolar o cabelo?”, “Como colorir o cabelo?” e “Como cortar franja” foram os destaques. 

Lá fora, Unilever lança produtos com foco na equidade racial
A ação é da marca Vaseline® que soltou um compromisso chamado “Vaseline’s Equitable Skincare for All” que irá oferecer treinamento, recursos e educação para que dermatologistas possam, com mais precisão, tratar da pele de mulheres negras e latinas. Segundo a Unilever, nos Estados Unidos, quase metade dos dermatologistas afirma não ter recebido treinamento adequado para tratar peles negras. A representação também é um problema entre os profissionais, com apenas 3% dos dermatologistas praticantes identificados como negros e 4,2% identificados como latinos. Regina King, embaixadora e diretora criativa da da Vaselina®, encabeça o projeto. Em entrevista ao site PR Newswire, ela disse que “negros têm estado em desvantagem por muito tempo. A falta de acesso a recursos de saúde ainda é uma grande preocupação”. Para tentar reverter, a marca focará em três áreas de atuação: educação para profissionais de cuidados com a pele, recursos para a comunidade e acesso a cuidados.

Louis Vuitton e o novo serviço de customização de perfumes
A partir de sessenta mil euros é o valor de um baú LV com alguns frascos de perfumes da marca de luxo feitos somente para você, com sua cara, ou melhor, o seu cheiro. “Queria oferecer aos nossos clientes a possibilidade de usar uma fragrância única, feita na minha oficina criativa. Para mim, este serviço personalizado de Haute Perfumery representa a essência da House, porque a ultra personalização sempre esteve no coração da Louis Vuitton ”, declarou, no lançamento do serviço, o perfumista da marca Jacques Cavallier Belletrud. A customização começa com uma consulta com o próprio Jacques, que irá fazer as combinações com base em memórias, estilo de vida e hábitos relacionados ao uso de perfume. Aí, ele e sua equipe irão compor aromas únicos. Durante os meses de desenvolvimento do perfume, é feito também o baú. Cada um pode conter quatro garrafas de 100 ml, três garrafas de 200 ml, uma caixa de viagem de 100 ml, um spray de viagem e dezesseis recargas. Tá bom?

Top 6 tendências da Asia Cosmoprof, em sua versão totalmente digital 
Ao fim do evento que movimentou o mercado asiático e confirmou a tendência de produtos naturais assim como os focados em experiências de bem-estar, a plataforma de tendências de beleza Beautystreams selecionou seis trends. “Tecnologia de autocuidado” foi uma delas  e aponta que com mais tempo dentro de casa, o consumidor quer produtos bem elaborados e que contenham dispositivos de consultas e dados como algo a mais – a união da beleza com tecnologias como realidade aumentada e inteligência artificial. “Tesouros Locais” diz respeito ao apoio ao mercado e uso de ingredientes de regiões específicas. “Hiper Higiênicos” são os produtos que apareceram não só para banho mas também cremes e xampus com ação bactericida para unir cuidado com prevenção à covid. Já “Selo da Ciência” mostra que o investimento em alta tecnologia tem sido alto pelas empresas de beleza, tanto na criação de ativos exclusivos como na elaboração de produtos com mais capacidade de absorção e eficácia. E por fim,  não poderia faltar o boom dos produtos naturais com “Poções da Natureza”, para firmar o conceito de empresas que além de usar ingredientes naturais estão se preocupando com o meio ambiente, uma demanda do consumidor. 

Posts Relacionados