Cheiro digital e até tecnologia que desinfeta maquiagem em instantes: como as lojas de beleza estão se preparando pra gente testar produtos
Futuro

Cheiro digital e até tecnologia que desinfeta maquiagem em instantes: como as lojas de beleza estão se preparando pra gente testar produtos

por Manuela Aquino

Parte importante do momento de compra de produtos de beleza é o teste: das fragrâncias aos tons de base, driblar este cenário virou missão da indústria, que anda acelerando como nunca recursos como inteligência artificial, realidade aumentada e fortalecimento da logística e comunicação com consumidor. A gente vem acompanhando o quanto o crescimento dos e-commerces tem sido expressivo e, segundo a última pesquisa da Opinion Box chamada “Experiência do Consumidor Brasileiro”, hoje metade dos brasileiros prefere realizar compras pelo e-commerce, enquanto 29% gosta mais das lojas físicas e 21% gosta dos dois. Agora, com o processo de reabertura ascendente, o caminho a ser feito é inverso: o de trazer as pessoas para dentro da loja. A seguir, mostramos algumas das principais novidades no mercado brasileiro para essa retomada varejista. 

Do online para o físico?
No caso da Amaro, um pouco dos dois: a marca anunciou um plano de expansão com a inauguração de sete lojas físicas no formato de Guide Shop. Segundo a Amaro, mesmo com a crescente busca por produtos de lifestyle, a adesão ainda é baixa no online: a cada 100 transações, 89 acontecem no canal varejo físico. Por isso, a abertura dessas lojas (megastores que apresentam parte do portfólio de moda, casa, sexual wellness e beleza) é estratégica. “As nossas lojas físicas, sendo uma extensão do online, poderão unir o melhor dos dois ambientes de acordo com o que quer e precisa. Caso a cliente prefira fazer a compra sem auxílio da vendedora, ela pega as peças e pode fazer a finalização do pedido sozinha direto por um dos computadores disponíveis nas unidades”, diz Denise Door, diretora de marketing da AMARO. A meta é atingir objetivos bem definidos: apresentar a marca para novos clientes e dar a quem gosta da loja física a oportunidade de levar conveniência com entrega no mesmo lugar. “O varejo vive um momento desafiador em todo o mundo, mas acreditamos que a experiência de marca, atrelada à tecnologia e obedecendo a todos os protocolos de saúde e segurança, é extremamente relevante”, finaliza Denise.

Provar com segurança é a chave
Testar produtos, além de ajudar em uma compra certeira, faz parte de uma experiência prazerosa. No entanto, o consumidor ainda tem seus receios — uma pesquisa do First Insight afirma que 80% das mulheres não se sentem seguras usando testadores na loja. Por isso, em meio às restrições ainda existentes, os varejistas buscam alternativas e têm introduzido recursos digitais e omnicanal nas lojas, como QR code, prova virtual e compra online com retirada na loja. Por aqui, a quem disse, berenice?, trouxe às lojas uma tecnologia que deixa os produtos seguros para experimentação: a caixa desinfetante Ultrabox, desenvolvida por pesquisadores do Grupo Boticário em parceria com Biolambda, que possui certificado de que é capaz de inativar o coronavírus do produtos (em dos minutos!) atestado por pesquisadores do Laboratório de Estudos de Vírus Emergentes da Universidade de Campinas (LEVE-Unicamp).  Já a Natura ainda no ano passado lançou para lojas e consultoras o Natura Perfum.AR — um gadget digital possibilita que se sinta o cheiro de 20 fragrâncias da marca e dispensa o uso de testers, assim dá para escolher o perfume de maneira 100% digital. O Perfum.AR libera a fragrância usando uma tecnologia de “ar seco” e consegue trazer um cheiro digital.

TOP 5

1. Avon celebra 135 anos de história e lança plataforma digital 
A novidade se chamará Memória Avon e contará toda a trajetória da marca, desde sua criação em 1886, por David McConnell, nos Estados Unidos. “A data nos chama a olhar de novo para essa marca que busca gerar impacto positivo no mundo, para que seja um lugar mais justo, diverso e inclusivo”, disse Daniel Silveira, presidente da Avon Brasil, em comunicado. No site também será possível rever produtos icônicos, propagandas e ações marcantes, além de conferir entrevistas com colaboradores e famosas como Marta e Juliette. Destaque também para a história de Persis Foster Eames Albee — celebridade interna da marca, a primeira representante de venda e que até ajudou a desenvolver o modelo que conhecemos hoje. 

2. L’Oréal alcança meta de carbono neutro nos Estados Unidos
A maior subsidiária do grupo alcançou a neutralidade de carbono em 25 locais no país, em 12 estados, incluindo suas instalações de fabricação e distribuição, sites administrativos e sites de pesquisa e inovação. Isso está alinhado com o compromisso de sustentabilidade global da empresa de beleza, L’Oréal for the Future, cuja meta é alcançar, em todo o mundo, a neutralidade de carbono até 2025. A filial americana, portanto, atingiu quatro anos antes do previsto. Duas das frentes de ação que ajudaram, segundo o site Environment + Energy Leader, foram otimização de energia com medidas de redução de consumo, desde iluminação LED a compressores de ar e bombas a vácuo de alta eficiência, e projetos de energia renovável, presente em 70% das unidades no país.

3. Planta tailandesa pode ser o novo CBD em cosméticos
A planta chamada kratom saiu da lista de narcórticos na Tailândia em agosto e um projeto de lei que permite sua exportação foi aprovado neste mês. E, segundo reportagem da Bloomberg, o mercado local da planta, muito parecida com a cannabis, pode ser avaliado em 600 milhões de dólares até 2022, com as exportações valendo consideravelmente mais — o mercado dos EUA sozinho, que é dominado pelas importações da Indonésia, é estimado em US$ 1 bilhão por ano. “A descriminalização não só beneficiará os agricultores, mas criará uma nova cadeia de abastecimento de montante a jusante e provavelmente atrairá operadores que procuram transformá-lo em bebidas, suplementos de saúde e cosméticos”, disse ao site Chairwat Sowcharoensuk, um analista da Krungsri Research. Aguardemos. 

4. L’Occitane lança plataforma para formar vendedores
A marca acaba de criar um novo canal ao seu modelo de negócios, lançando uma plataforma de vendas chamada MyL’Occitane, cuja proposta é capacitar quem deseja empreender com consciência ecológica junto com a marca. “Estamos construindo nossa equipe de novos consultores aproveitando o poder de alto contato de apaixonados empreendedores de beleza e o poder de conexão da tecnologia para construir relacionamentos individuais sustentáveis ​​com novos clientes”, disse Yann Tanini, diretor administrativo América do Norte, no lançamento. E como funciona? Quem se inscreve na plataforma, recebe treinam acesso a link pessoal e ferramentas para gestão de negócio, além de amostra de produtos para poder começar como “ L’Occi Consultant”. O modelo é parecido com o que temos aqui no Brasil, por exemplo, com a Consultora de Beleza Natura. 

5. Femtech criadora de gadget da fertilidade recebe aporte milionário
A startup fechou recentemente uma rodada de investimento de 1,5 milhão de dólares, totalizando um aporte de mais de 3 milhões. O Kegg, produto inicial e principal da Lady Technologies, foi lançado em 2020, e é capaz de medir, em 2 minutos (!), por meio de testes diários do fluido cervical na vagina, como anda a nossa fertilidade. A ferramenta pode ser útil tanto para quem quer engravidar, como para quem não quer depender de controles hormonais, como é o caso da CEO da marca, Kristina Cahojova, que criou o negócio pensando na sua experiência. “Podemos conceber por cerca de 30 dias por ano, e temos que suportar as consequências de colocar coisas prejudiciais ou artificiais em nosso corpo por toda a nossa vida. Há uma estatística muito boa que gosto de citar, que é que 84% das mulheres não estariam tomando anticoncepcionais se pudessem identificar com precisão quando podem engravidar”, disse Cahojova ao site Beauty Independent.

. Pílulas da semana

. O Instituto Embelleze junto com a rede belle.club lança o primeiro salão de beleza por assinatura do Brasil. Funciona assim: o consumidor paga uma mensalidade e pode ir em uma das unidades fazer, de maneira ilimitada, serviços como escova rápida e manicure. 

. 50 mais: a atriz Brook Shields lançou a Beggining is Now, uma plataforma e marca de lifestyle e a cantora Toni Braxton uma linha de produtos veganos para o corpo com foco na mulher negra, chamada Nude Sugar.

. A Sephora está investindo em sua expansão no México e para isso alocará mais de 7,5 milhões de dólares para abrir, cinco lojas no país até 2022. De acordo com o chefe executivo Darío Aguilar o mercado mexicano é considerado chave para a empresa.

Saiba mais!