Aline Fernandes, sobre praticar yoga: “ela nos dá uma melhor percepção de quem somos, como nos relacionamos com o outro e com a natureza”
Pessoas

Aline Fernandes, sobre praticar yoga: “ela nos dá uma melhor percepção de quem somos, como nos relacionamos com o outro e com a natureza”

por Vânia Goy

Aline Fernandes nasceu no Rio Grande do Sul e viajava o mundo todo trabalhando como modelo quando resolveu começar a praticar yoga. Seu Instagram, @alinefernandesyogini, é um prato cheio para quem anda à procura de inspiração para rituais saudáveis e inspiradores para desacelerar e ter mais consciência. Ali ela fala sobre como movimentar o corpo é potente para sermos mais saudáveis, divide livros interessantes, sua agenda de aulas e retiros e também dicas preciosas de Nova York, cidade onde viveu por anos antes de voltar ao Brasil. Abaixo, conta como a prática de ashtanga yoga transformou sua carreira e vida.

“Descobri a ashtanga em 2002, por meio de amigos, e me lembro que a primeira coisa que eles compartilharam foi que, com o tempo, eu poderia praticar em qualquer lugar, a qualquer hora. Como sempre viajei muito a trabalho, pensei: ‘é isso, posso praticar onde quer que eu esteja! A ideia inicial não era me tornar uma instrutora de yoga, brinco que fui escolhida. A minha formação foi muito orgânica. Meu professor em Nova York me chamou para fazer assistência para ele e assim comecei a dar aulas. Quando vi, aquilo tinha se tornado a minha vida. Acho que trabalhar como modelo, vivendo e viajando para cidades como Paris, Milão, Nova York num ritmo frenético me fez buscar algo que me reconectasse e ajudasse a voltar pra casa. E quando digo casa, digo voltar ao meu centro.

Trabalhar como modelo era minha oportunidade de ver o mundo e me tornar financeiramente independente, mas não me definia. Não me sentia vista por inteiro. Alguns anos depois, quando comecei a dar aulas de yoga, foi outra história… Me sentia, e me sinto, super preenchida.

A yoga me proporciona muita coisa, mas se eu tivesse que definir em poucas palavras, diria que me dá confiança, clareza mental, estabilidade emocional e muito amor! Depois que pratico sinto que tudo realmente vai dar certo. Sinto e compreendo melhor as mensagens que a vida me dá, tenho mais consciência dos meus padrões e tendências de comportamento. Por isso falamos que a yoga é tão transformadora. Ela nos dá uma melhor percepção de quem somos, como nos relacionamos com nós mesmos, com o outro e com mãe natureza.

Gosto de praticar yoga todos os dias e também tenho outros rituais. A gente precisa trazer mais beleza e estar presente em tudo o que fazemos. Gosto de começar o dia com um chá, ou tomando um chimarrão, como boa gaúcha. Leio algumas páginas de um livro, fico em silêncio ou medito. Acho importante começar o dia devagar e com tempo. Hábitos assim já fazem a rotina começar em outra frequência.”

Em Nova York
“Estudei na Índia, em Mysore, com Sri K Pattabhi Jois, o grande guru do ashtanga yoga, que já faleceu; com seu neto, Sharath Jois, e com meu querido professor e amigo, Eddie Stern, em Nova York. Vivi 16 anos na cidade, metade da minha vida! Se estiverem por lá, recomendo uma visita ao Pratima Spa, espaço ayurvédico muito especial, à Credo, loja de produtos de beleza orgânicos, e a Juice Press, que várias opções de sucos prensados a frio e está espalhado pela cidade toda!”

Posts Relacionados