Belezinha Responde: o que fazer quando espinhas ocasionais resolvem aparecer?
Produtos

Belezinha Responde: o que fazer quando espinhas ocasionais resolvem aparecer?

por Vânia Goy

Mudança na alimentação, TPM, preguiça de fazer a rotina de skincare direito: em geral, são essas três situações que me fazem ter espinhas ocasionais — o que significa que não faço um tratamento constante para acne. Se você também sofre com inflamações assim, recomendo três rituais de beleza que ajudam a aliviar o quadro:

Óleo essencial de melaleuca
Você já deve ter cruzado com linhas de skincare e também pro cabelo com Tea Tree no nome. Em português a gente está falando da melaleuca alternifolia, super usada para tratar da pele e cabelo com excesso de oleosidade e também espinhas pela sua ação cicatrizante e bactericida. Quando sinto que as espinhas estão aparecendo em regiões diferentes do rosto, ou que tenho mais de uma, apelo pros produtos que tenham esse ingrediente como estrela. A The Body Shop tem uma ótima linha de tea tree com preços a partir de R$ 29 — recomendo o óleo (R$ 45). E a Biossance acaba de lançar por aqui um trio de produtos com o ativo combinado ao esqualano (marca-registrada da Biossance). A linha tem sabonete facial, óleo e máscara (a partir de R$ 198).

Outro jeito de usar a melaleuca é aplicando uma gota do óleo essencial puro (o da WNF custa R$ 40) sobre a espinha inflamada. Sonia Corazza, cosmetóloga e química, faz um aviso importante no livro “Aromacologia: uma ciência de muitos cheiros”: se você quiser usar a substância assim, tenha certeza que está comprando o vidrinho de melaleuca alternifolia. Existem variedades diferentes, potencialmente mais irritantes, por isso é importante ter certeza que se trata dessa. 

Máscara de argila
Ótimas para a ajudar a controlar o excesso de oleosidade da pele, deixam o rosto mais sequinho. Quando estou com espinhas doloridas e inflamadas, misturo a argila com gotas de água e uma gota de óleo essencial de melaleuca e aplico só sobre a espinha. Espero agir por 20 minutos e retiro. Repito essa aplicação bem localizada por uns dois ou três dias para ajudar a acelerar na secagem. Experts recomendam as máscaras de argila verde. Tenho duas favoritas, imbatíveis, que duram pra sempre: a argila verde e a preta da Simple Organic (R$ 54 cada).

Curativos absorventes
Não faz muito tempo que testei um desses curativos absorventes de hidrocolóide para espinhas. Os primeiros que usei foram da Sancare (a cartela custa cerca de R$ 25). Eles parecem um adesivo em gel transparente que protegem a região inflamada, evitando a contaminação, e também absorvem secreções. Também comprei o Pimple Patch, da coreana Cosrx (paguei o equivalente a R$ 25, eles não são vendidos no Brasil), porque a cartela tem dois tamanhos de adesivos e fica ainda mais imperceptível na pele. O jeito de usar é bem simples: é só solar sobre a espinha limpa e seguir com a rotina de skincare. Só funciona para espinhas inflamadas, com a pontinha branca. Sinto que ajuda a drenar a inflamação e é especialmente bom para evitar que a gente fique cutucando e tenha vontade de espremer. 

Posts Relacionados