A volta (definitiva!) do gloss
Produtos

A volta (definitiva!) do gloss

por Vânia Goy

Por Manoela Meirelles

Lá no fim dos anos 1990 todo mundo carregava um gloss na bolsa, certo? Só que eles foram ficando mais raros e cedendo espaço para os batons e, nos nossos nécessaires ao menos, quanto menos brilho eles tivessem melhor. Tá aqui a Vânia Goy que não esconde de ninguém que o seu favorito é o vermelho ultra seco Ruby Woo da M.A.C.

Eu, que sempre sofri com os lábios ressecados, fiquei contente quando os hidratantes labiais, ou lip balms ganharam terreno nas prateleiras. Gosto porque hidratam e fazem as vezes de batom, como o Baby Lips, da Maybelline, ou as canetinhas Chubby Stick, da Clinique. Ou, são simplesmente funcionais, como as antigas manteigas de cacau que ainda estão à venda no caixa de algumas farmácias. Mas nenhuma dessas opções brilha realmente como um gloss…

Agora, nossos corações palpitaram com o que tem pra ser uma nova geração de gloss, os lip oils, uma mistura de brilho com zero grude, cor e hidratação intensa. E não é esse o combo que a brasileira mais gosta? Fui apresentada ao paraíso. Essa categoria vem na esteira da paixão pos óleos que tomou fórmula de produtos para o cabelo, corpo e até para o rosto – coisa que parecia improvável que acontecer entre as oleosas do Brasil. Com o gloss não é diferente: em vez de silicone e outras composições com parabeno, que sempre garantiram brilho (mas ressecam a pele a longo prazo, segundo pesquisas), os novos produtos têm fórmulas mais naturais, à base de óleos essenciais e cera de abelha, pra dar alguma consistência. E, apesar do nome, é sempre bom ressaltar, não vale associar com a ideia de lábios oleosos, e sim com um brilho mais laqueado em vez de recheado de glitter.

É, finalmente, a volta definitiva do gloss, mas com características mais poderosas e atraentes. Na linha manteiga de cacau (zero cor + componentes naturais) está o Natural Lip Roll-On, da The Body Shop, feito 100% de ingredientes naturais e sem teste em animais, como a marca pede. E o roll-on é total 90’s, feito aqueles com cheiro de frutas que todo mundo usou!

Outra boa opção é o Coconut Cooling Lip Oil, bisnaga da Yes To feita com outra febre atual, o óleo de coco, e que dá uma geladinha na pele com ajuda de eucalipto, que aparece entre os ingredientes.

multi-uso da Josie Maran, também em bisnaga, é feito basicamente de óleo de argan orgânico, carro-chefe da marca, e faz parte do time com muita transparância que pode acabar hidratando o seu rosto e as cutículas em um momento de emergência. A marca ainda tem outros dois tratamentos pros lábios, um deles com mais cor, que pode até ser usado como blush!

Um dos mais novos (a embalagem é irresistível!) é o Instant Light Lip Comfort Lip Oil, da Clarins. Tem sabor adocicado e duas opções de cores levíssimas. Segundo a marca, deve chegar por aqui ainda este ano! Outro que serve também para enfeitar a penteadeira, é o Volupté Tint-In-Oil, de Yves Saint Laurent, que promete ser um dos sucessos do verão gringo: lábios laqueados e super hidratados, mas nada oleosos. Ele está disponível em oito cores vibrantes com uma bela mistura de óleos para dar maciez e ar de saúde para a boca. Parece uma versão mais light do Dior Fluid Stick, que já apareceu por aqui, e é um dos nossos atuais favoritos.

Hourglass, uma das pioneiras no desenvolvimento de lip oils, oferece no Nº 28: um concentrado poderoso de óleos e vitaminas que prometem rejuvenescer, hidratar e melhorar a maciez, textura, formato e volume dos lábios a longo prazo. O aplicador de ouro 24 quilates (!) é antibacteriano e refresca, porque está sempre geladinho.

Estamos prontas, muito mais saudáveis (e com muito menos cheiro de chiclete!), para essa volta dos 1990’s!

Posts Relacionados