belezinha
da semana

toda sexta-feira, uma seleção de textos para te inspirar a cuidar não só da pele, do cabelo e do make: vamos cuidar de nós mesmas por dentro e por fora?

* obrigatório

A hora do detox alimentar: por que fazer uma limpeza vale a pena!
Relax

A hora do detox alimentar: por que fazer uma limpeza vale a pena!

por Vânia Goy

Sou muito fã de fazer um detox alimentar de tempos em tempos. Tem gente que tem arrepios só de pensar em alguns dias de privação, mas os benefícios são tantos que acabo nem achando tão dramático.

Mas detox alimentar é coisa séria e precisa ser feito com cuidado e atenção. Então antes de sair botando uma receita em prática, leia o Q&A abaixo.

Para que serve?
O objetivo principal de detox alimentar, mesmo simplificado e feito só por dois ou três dias, é depurar nossos processos biológicos, que acabam expostos a toxinas e sobrecarregados de substâncias de difícil digestão e eliminação. “Além disso, alguns dias de dieta desintoxicante servem como combustível para repensar padrões de comportamento alimentar e adotar uma rotina mais saudável”, diz a nutricionista clínica funcional e ortomolecular Monica Sandin Schuartz Bove, de São Paulo.

Detox emagrece?
O objetivo final de uma dieta desintoxicante não é a perda de peso. “Acontece de nos sentirmos mais leves e desinchados depois de um período de detox por causa da evacuação intensa e da quantidade de líquido ingerida”, diz Monica. “Mexer no padrão alimentar, no entanto, pode ser um gatilho bom para regularizar o hipotálamo, região do cérebro que regula a sensações de fome e saciedade — caso se mantenha um padrão de dieta equilibrada a médio prazo”

Quem pode fazer?
É super importante ter acompanhamento profissional e exames em dia antes de encarar uma dieta restritiva. “O detox pode ser um tiro no pé e causar efeitos colaterais graves”, diz Monica. “Nem sempre o corpo está preparado para processar e eliminar uma quantidade enorme de toxinas armazenadas por um longo período. Um detox feito sem acompanhamento pode causar desde dores de cabeça e sensação de fraqueza e até problemas sérios, como edemas, paralisia, disfunção cognitiva e problemas músculo-esquelético.

Gosto de dar um reset quando sinto que preciso me alimentar melhor. O período me encoraja a fazer escolhas mais saudáveis no médio prazo. Também faz muita diferença no inchaço do corpo e tônus do rosto. Sinto a pele menos avermelhada e mais elástica. E a melhor época para tentar é logo no comecinho do ano e em setembro, quando o clima melhora e fica mais fácil de encarar dias de alimentos crus ou só de sucos.

Se você ficou com vontade de experimentar, pode tentar uma versão simplificada de cardápio durante um fim de semana, por exemplo. Retire farinhas refinadas, açúcares, frituras, alimentos processados, laticínios, café e todo tipo de carne do menu. No lugar, abuse de alimentos naturalmente alcalinos como arroz integral, verduras e legumes crus, frutas e raízes, que ajudam a dar mais energia. Segundo Monica, merecem destaque: rabanete, couve, brócolis, repolho, limão, chá verde, chá de camomila, pimenta preta, gengibre, páprica, cúrcuma e canela.

Só para iniciadas e acompanhadas por um especialista:

. três dias de líquidos
Sou muito adepta dos detox líquidos criados pela Urban Remedy, marca de sucos prensados a frio pioneira no Brasil. No site você encontra três kits de níveis diferentes. Os detox mais fáceis são de 1 dia. O meu favorito dura três dias à base de sucos (R$ 374, até o fim de janeiro, leitoras do site tem 20% de desconto usando o cupom BLZINHA). São seis garrafinhas diárias com 500 ml e uma combinação de sais minerais, potássio e açúcares das frutas que ajuda a deixar a sensação de fome e energia em equilíbrio. Não sinto fome nem fraqueza nesse período. No máximo, uma vontade de mastigar algo salgado. Minha digestão e funcionamento ficam melhores e consigo dar uma segurada na ingestão de carboidrato e açúcar quando retomo a rotina.

. três dias de uvas orgânicas
Também já testei a sugestão de detox da francesa Mathilde Thomas, fundadora da Caudalie. Em seu livro, “The French Beauty Solution”, ela conta que todos os anos, desde 1998, faz uma limpeza comendo apenas uvas orgânicas de variedades diferentes durante três dias inteiros. Segundo ela, esse detox é uma prática antiga, com anotações de médicos que remontam 150 anos e presente em protocolos de spas europeus até hoje! Aproveitei para tomar bastante água, água de coco e xícaras de chá verde neste período. Fiz numa semana de calor intenso, quando não me incomodaria de só me alimentar de frutas frias. Desinchei muito e senti a pele mais firme, especialmente no contorno do rosto.

Posts Relacionados