Off-Beauty: beleza pros olhos para visitar em Nova York
Relax

Off-Beauty: beleza pros olhos para visitar em Nova York

por Vânia Goy

Uma lista randômica de bons programas e comidas gostosas que fiz, repetiria e podem fazer parte dos achados e também das suas boas memórias de viagem 🙂

Dashwood Books
A livraria mais legal da cidade. Mini, escondida sob uma escada no Noho, tem o melhor acervo de livros de fotos contemporâneas e tradicionais. Não se acanhe com o silêncio ou o tamanho do espaço, peça indicações para o time super gentil de experts que trabalha lá. Dica boa: compre e peça para eles enviarem pelo correio ao Brasil.

The Powerhouse Arena
Desembarque na estação New York St., no Brooklyn, e caminhe até a beira do rio. A vista da cidade é linda e, apesar dos quarteirões parecerem meio vazios, o Dumbo reúne galerias de arte, foto, bons cafés e livrarias. Uma delas é a Powerhouse, uma editora de livros independente e loja com ótimos títulos infantis, de decoração e foto.

The Noguchi Museum
Fica em Long Island, no Queens, meio contramão, mas relativamente simples de chegar de metrô + ônibus ou numa caminhadona. Essa antiga fábrica se transformou no acervo do artista Isamu Noguchi em 1985, americano filho de pai japonês. Ele trabalhou uma vida toda em busca dessa conexão com antepassados, experimentando técnicas diferentes em esculturas carregadas de símbolos e aparente simplicidade. É lindo de ver a transformação das peças ao ar livre com a ação do tempo, a série de mármores que nem parecem pedra, a sala de lanternas de papel… Meditação visual.

Fundação de Arte Dia: Beacon
Compre tickets de entrada e passagens de trem na Grand Central e programe-se para sair de casa cedo rumo a Poughkeepsie. O trajeto até essa fundação de arte contemporânea que fica na cidadezinha de Beacon tem pouco mais de uma hora e meia e segue a margem do rio Hudson. É relaxante sair da cidade por um dia e ver outras paisagens. O espaço, que era uma antiga fábrica de embalagens de biscoito Nabisco, é lindo, repleto de luz natural e obras de artistas minimalistas como Dan Flavin, Richard Serra, Gerhard Richter e Sol LeWitt. Imperdível. Silêncio para mente. Saia da estação e dispense o ônibus que leva até o espaço. Caminhe por cerca de 10 minutos pela estradinha pra olhar um pouquinho da cidade, aproveitar a paisagem verde ou, no meu caso, o resto de neve que começava a derrerter. Dá pra ir e voltar no mesmo dia, com tranquilidade.

La Mercerie Cafe
Fica aberto o dia todo, mas recomendo o café da manhã! Chique, tem inspiração nos menus franceses que pode deixar tudo parecendo sofisticado demais à primeira vista, mas vale a pena. Pedi o Complète Buckwheat Crêpes, um crepe recheado com um ovo meio frito e recomendo demais. Antes de ir embora dê uma voltinha pela Roman & Williams Guild, nome da loja de decoração que hospeda o café, e também pela floricultura. Os objetos são caríssimos, mas lindos para inspirar!

Dimes
Eu já amo esse restaurantinho por causa das mesas, que têm desenhos orgânicos e tampos coloridos. Despretensioso, com menu saudável, é um entra e sai de gente que você já deve ter visto em algum lugar se trabalha com moda. Foi lá que tomei um matcha muito gostoso, com flocos de arroz torrado do Bellocq. Tem ovos com abacate, tem panquecas delícia com blueberry e flores salpicadas.

Russ & Daughters Cafe
Essa loja de appetizings muito maravilhosos ocupa um espaço na E. Houston desde 1914. Eles são famosos pelos peixes defumados, cream cheeses, saladas, basicamente tudo o que você pode botar num paãozinho. Em 2014 abriram o endereço acima, menos com cara de mercadinho to-go, mais de restaurante chique, onde dá pra sentar e comer com calma. Pense num classicão americano, o lox, sanduíche com salmão defumado no bagel, ou em ovos benedict. Peça no café da manhã e chegue cedo porque faz fila todo dia.

Nom Wah Tea Parlor
Em Chinatown, serve dim sum, trouxinhas de massa de arroz recheadas e cozidas no vapor, desde a década de 1920 — ainda que o décor pareça a de uma lanchonete de hamburger dos anos 1950. É muito delicado e saboroso. O hype dessa comidinha fez com que uma segunda unidade fosse aberta recentemente em Nolita, mas eu curto o original. Gosto de andar em Chinatown e de saber que a ruazinha é onde os Beastie Boys gravaram esse clipe, haha.

Comming Soon
Outra boa parada na Orchard St., a loja tem uma seleção linda de objetos de decoração de marcas e designers novos. Presentinhos, cerâmicas, móveis, vasos, dá vontade de comprar tudo.

Leif
Essa lojinha em Williamsburg tem todo tipo de coisa pra casa que dá vontade de trazer na mala: cerâmicas, almofadas, itens de papelaria, toalhas e guardanapos, velas perfumadas, incensos coreanos e até fragrâncias deliciosas, defumadas, com cheiros de madeira.

ABC Carpet & Home
A curadoria de objetos pra casa, roupas e joias é demais e se espalha por vários andares. Vá sem pressa e prepare-se: talvez você comece cogitar de trazer uma manta, uma cadeira ou luminárias na mala, haha.

Posts Relacionados