Velas esculturais: deleite pro olhos e aconchego para a casa
Relax

Velas esculturais: deleite pro olhos e aconchego para a casa

por Vânia Goy

Andei dando folga para as velas aromáticas que moram em copos de vidro, sabe? As versões que ando amando e estão povoando meu feed do Instagram têm formas esculturais e cores saborosas. Cruzei com as primeiras em 2019, em Nova York. Da Alchemist’s Kitchen, um dos meus destinos favoritos na cidade, trouxe uma de cera de abelha na forma de Venus e Willendorf. Conversando com a Lucila Turqueto, jornalista expert em décor no comando do Casa de Valentina, chegamos à conclusão que elas se tornaram populares ao longo da pandemia pela capacidade de evocar acolhimento e conforto. No último réveillon, pela primeira vez, montei uma mesa colorida, escolhi velas de formas variadas da Maria Nuvem, todas em tons pastel. 

Mais do que festa, velas assim me transmitem a sensação de que algo solene e ritualístico está acontecendo. É só pensar que elas estão em altares, casamentos e jantares especiais. O tempo imemorial que nos atravessa conecta o fogo a esse poder de proteger, transformar e juntar a gente — não à toa aldeias e comunidades sempre se estabeleceram em torno dele. “Recentemente, li uma passagem sobre a deusa Héstia, que na Grécia antiga era associada à lareira e à vida doméstica, e sobre o tanto que as nossas casas, antes construídas ao redor do fogo, foram deixando que ele ficasse concentrado apenas na cozinha”, me disse Lucila. “E uma das sugestões pra gente resgatar esse vínculo com o espaço e com o acolhimento proporcionado pelo fogo é usar velas no dia-a-dia.”

Outra curiosidade que a Lucila me contou foi encontrada num desses manuais da década de 1970, que dava dicas de como receber bem: “entendi que velas novinhas em folha não era aconselháveis — era elegante receber os convidados com versões já usadas, para ficasse claro que você se permitia ter esses pequenos momentos de sofisticação no cotidiano e não só em ocasiões especiais.”, me contou rindo. “Adoro essa moda e gosto de pensar como um presente para mim mesma quando sinto o aroma ou posso observar a cera derretendo e ganhando novas formas .”

Abaixo, uma lista de marcas brasileiras que encontrei no Instagram e onde garimpei as velas e castiçais da foto acima:

. Enkt Home: é marca dos cubos de bolinhas (R$ 44) com aroma de bambu. Feita com cera de soja, óleos vegetais e pavio de algodão, dura cerca de 20h. Também recomendo demais a vela Harmonia (R$ 45), que é tradicional, mas com o aroma delicioso e suave de baunilha, deixa a casa inteira pronta pra te abraçar.

. Maria Nuvem: tem uma variedade enorme de formatos e cores que começam em R$ 27. As velas anojadas feito uma coluna grega e de empilhadas são de lá. Os castiçais de cerâmica também são lindos!

. Alya Velas: das clássicas, alongadas e lisas (comprei num tom lindo de verde, além de branco) até versões geométricas e esculturais com um mix de tons tye-dye, jamais passam despercebidas.

. Estúdio Pasta: os formatos de escadinha, curvas, arcos, ondas e nuvens são irresistíveis e os preços começam em R$ 20.

. Cabinet: as velas esculturais são as mais impressionantes pelo tamanho e robustez. A paleta de cores é de chorar, para além dos tons pastel, tem ocres e pápricas belíssimos. Os preços variam de R$ 49 a R$ 120.

Agora, os castiçais:
. Kurhi: destino certo para quem procura desenho contemporâneo e minimalista. Apaixonantes: as versões redondas com a base de pedra e as que mais parecem uma folha de papel.

. Casa de Valentina + Casa Bonita: a colaboração entre Lucila Turqueto e a marca de decoração deu vida à uma série de objetos para casa. Os castiçais levíssimos de mardeira tem acabamento com cara de pátina, rústico na medida, deixa qualquer mesa aconchegante.

. Taat: o castiçal de pedra sabão bruta foi um presente da marca expert em criar verdadeiras esculturas!

As fotos são do Alex Batista.

Posts Relacionados