Notícias da semana: Natura faz projeção de incêndio no Parque do Ibirapuera para chamar atenção para a devastação da Amazônia e anuncia programa de logística reversa
Futuro

Notícias da semana: Natura faz projeção de incêndio no Parque do Ibirapuera para chamar atenção para a devastação da Amazônia e anuncia programa de logística reversa

por Vânia Goy

No dia da Amazônia, Natura faz projeção visual de incêndio em árvores do Parque Ibirapuera
O cartão postal paulistano vai ganhar a projeção de um grande incêndio para chamar a atenção sobre a devastação da Amazônia. A iniciativa, que também vai projetar uma verdadeira floresta em outros pontos da cidade, é uma ação da Natura em parceria com a artista Roberta Carvalho. Desde o início da semana, a marca trata do tema na TV aberta e mídias sociais, botando energia no discurso que a gente e a natureza somos uma coisa só e que, mesmo distantes da maior floresta tropical do mundo, ela é um dos organismos que garante a existência da vida no planeta todo. O grupo ainda participa da programação da Climate Week, entre os dias 21 e 27 de setembro, com iniciativas que discutem a contenção do aquecimento global.

Mais: marca anuncia programa de logística reversa
A partir de agora, as lojas físicas da Natura e The Body Shop passam a recolher embalagens de produtos vazias de todas as marcas do grupo, incluindo Avon e Aesop. “O objetivo é incentivar o descarte correto das embalagens, a reciclagem e a economia circular”, disse Paula Andrade, vice-presidente de varejo de Natura &Co. O programa será feito em parceria com a TerraCycle empresa especializada em soluções de reciclagem, que transforma os materiais em vasos de plantas, cones de trânsito, caixas para legumes e vegetais, entre outros utensílios. A cada cinco embalagens vazias (com exceção de frascos em miniatura e amostras), você recebe um novo produto 🙂

Camila Coutinho lança GE Beauty, com linha de produtos customizáveis para o cabelo 
A plataforma digital Garotas Estúpidas deu o nome para a marca de beleza da influenciadora Camila Coutinho. Recém-lançada, a GE Beauty é uma linha para cabelos cabelos vegana e customizável. A ideia da marca é que os sete produtos combinados entre si possam resolver as questões capilares de cada dia, sem muita regra. “A gente sabe que, na vida real, não tem fórmula ideal que sirva a todas as pessoas. Por isso, queremos que cada um possa dar ao seu cabelo exatamente o que ele precisa. Por exemplo: tem dias que queremos mais hidratação ou definição, em outros, sentimos que o cabelo precisa de mais força ou daquela proteção potente contra a poluição, e por aí, vai”, disse sobre o lançamento. Além do xampu, máscara e leave-in, a marca inova com mais quatro opções de boosters que podem ser misturados nos produtos principais, que ela chama de bases. Eles têm função hidratante, de definição, proteção antioxidante e fortificante. As fórmulas são como manda o figurino clean: livres de sulfatos silicones, parabenos, corantes, além das embalagens recicláveis, feitas de cana-de-açúcar. 

As marcas mais poderosas do planeta
Beauty Inc., do WWD, divulgou o ranking das marcas de beleza mais poderosas de 2020. Além de nomes clássicos, a lista traz uma série de iniciativas independentes que transformaram o mercado. Exemplos conhecidos por aqui: Fenty Beauty, da Rihanna, lançada em 2017 e que acaba de se desdobrar numa linha de skincare. Glossier, hit entre os millenials, e Huda Beauty, fundada por Mona Kattan, febre nas redes sociais com os makes transformadores. Veja mais aqui.

Posts Relacionados